Power Rangers: as primeiras aventuras dos guerreiros da Alameda dos Anjos completam 20 anos

Há duas décadas, Rita Repulsa escapava de uma prisão na qual ficou por 10 mil anos… E nós resolvemos comemorar isso com nostalgia.

prDia 28 de agosto de 2013, completou se exatos vinte anos da estreia original de Mighty Morphin Power Rangers, série de TV que levou os Tokusatsu para os Estados Unidos, se tornando uma verdadeira febre na primeira metade dos anos 90. Falar sobre Power Rangers, principalmente daquela primeira leva de “adolescentes”, já que pareciam estar com seus 20 e poucos anos (e estavam), é meio difícil pelo simples fato de que tudo está disponível na Wikipedia, a série está disponível no Netflix e tudo mais. Então, eu resolvi falar como fã.

O pequenino Oda, com seus 4 ou 5 anos de idade, passava as manhãs assistindo séries japonesas na Manchete, em que sempre rolavam uns grupos que se vestiam com umas roupas coloridas, apareciam uns monstros bizarros, todos ficavam grandes, brigavam com robôs e explodiam no final. Tinha JirayaJaspion e o escambau, mas o meu favorito era Changeman.

Alguns anos depois, me lembro de estar assistindo TV Colosso e ver que estrearia uma série dessas. A diferença é que os atores não eram japoneses, mas sim americanos, e tudo se passava numa cidade chamada Alameda dos Anjos. Me recordo de ter assistido o primeiro episódio, chegar na escola e falar sobre tudo aquilo. Minha mente pueril pirou loucamente naquilo tudo, talvez porque cada Ranger era ligado à um ser pré-histórico e dinossauros dominam. Os Zords, nomes dados aos mechas que eles controlavam, se uniam e se transformavam num Megazord, que só pode ser classificado como “CHEIO DE VITÓRIA E GLÓRIA!”.

Você nunca será tão legal quanto essa imagem. Apenas aceite isso

Você nunca será tão legal quanto essa imagem. Apenas aceite isso

A história da série era clichê, mas funcionava de maneira linda: cinco adolescentes acabam se tornando guardiões da Terra ao receberem poderes especiais de um cabeção flutuante que mora num templo nos arredores da cidade. COMO NÃO ACHAR ISSO SENSACIONAL?

As lutas eram maneiras, rolava aquele momento “Essa Ranger amarela fica meio macho quando morfa, né?” e não tinha um bastardinho sequer que não respondia a pergunta “Que horas são?” com “É hora de morfar. Power Rangers era foda!

Power Rangers

As verdadeiras origens dos Power Rangers

Power Ranger era um projeto da Saban Entertainment, que conseguiu os direitos de Tokusatsu e resolveu pegar a parte dos heróis lutando, cortar todo o resto, contratar atores americanos, criar uma nova história e utilizar a pancadaria. Uma ideia que, na época, foi genial, já que o orçamento da série, que poderia ser grande para fazer todas as lutas, foi usado somente na produção das partes “americanas” da série.

Por causa disso, os Rangers enfrentavam uma vilã, a Rita Repulsa, que fazia parte apenas do seriado japonês Kyōryū Sentai Zyuranger e, por isso, nunca tinham cenas com a atriz Machiko Soga. Isso não impediu que a série se tornasse um sucesso, fazendo com que alguns personagens do tokasatsu fossem reproduzidos para interagirem com os atores americanos.

Oi, gente

Oi, gente

A mesma forma de criar as temporadas foi utilizado ao longo das trocentas temporadas de Power Ranger, sempre mudando a série japonesa e rolando algum bem bolado que fazia os Rangers “trocarem os poderes”.

As quatro grandes sagas da primeira leva de Rangers

Pra muita gente, Power Rangers RAIZ pode ser dividido em quatro partes: os primeiros episódios, Ranger verde e Ranger branco, saída de Jason, Zack e Trini e filme.

Os primeiros episódios mostram os Rangers protegendo Alameda dos Anjos de Rita Repulsa, uma vilã que esteve presa há 10 mil anos. Ela manda monstros para atacar os Rangers, Zordon cabeção e o robô irritante Alpha 5 orientam os jovens, que usam seu poder de morfar em roupas coloridas, usar mechas gigantes e sangrar faíscas. Esses primeiros episódios são DOURADOS, mas começam a ficar muito batidos. Eis que pra dar uma balançada em toda a trama, surge Tommy, o Ranger Verde.

O Ranger verde aparece como uma ameaça aos Rangers, mas, como era um cara legal, consegue subverter a porra toda e vai pro lado dos mocinhos, dividindo a liderança do grupo com o Jason, o Ranger Vermelho. Só que o Tommy tinha uma flauta maneira e a porra do Zord dele era um Dragão foda, que se juntava ao Megazord e se tornava em um chutador de bundas sem igual. Só que o Ranger Verde tinha um poder limitado.

Quando esse poder foi pro saco, todo mundo teve que se despedir do Tommy. Só que a galera não é boba e uns três episódios depois, ele ressurgiu como o poderoso Ranger Branco, graças à uma bruxaria caótica feita pelo Zordon. O Ranger Branco tinha o TIGREZORD e um sabre que falava. Obviamente, ele se tornou o líder da porra toda.

A epítome do legal

A epítome do legal

As coisas seguiram naquela pancadaria sem limites quando três integrantes do elenco tiveram que ir embora. Zack (o Ranger Preto), Jason (o Ranger Vermelho) e a Trini (Ranger amarela) saem da série, deixando espaço para Adam, Aisha e Rocky tomarem seus lugares. Essa troca de elenco simboliza a primeira grande mudança na série Power Rangers. Nessa altura do campeonato, o vilão Lord Zedd já está atormentando os Rangers e causando pesadelos em crianças, devido ao seu visual “NÃO TENHO PELE, MAS TÔ VIVÃO!”.

Olha esses uniformes mais legais!

Olha esses uniformes mais legais!

A última grande saga dessa primeira patota dos Rangers não rolou na TV, mas sim no cinema, com Power Rangers: O Filme. Me lembro de ter visto ele no cinema e vibrado como nunca. Hoje eu sei que é ruim, mas meu coração ainda diz que é épico! Fora que ele gerou duas adaptações sensacionais para os games, no Super Nintendo e Mega Drive. Curiosidade: cada console tem uma versão completamente diferente da outra, o que deixa tudo mais divertido pros fãs do Rangers.

20 anos depois…

O tempo passou e os Rangers foram mudando, volta e meia um dos originais aparecia pra dar o ar da graça, mas aquela patotinha explosiva do começo nunca mais foi a mesma. Na ordem dos acontecimentos, isso foi o que aconteceu com os Rangers originais:

  • Jason David Frank (Tommy – Ranger verde E branco): o ator que interpreta o Tommy nunca realmente deixou Power Rangers para trás. Ele apareceu em diversas temporadas da série, retornando como o Ranger Verde na mais recente. Ele se aventurou no mundo do MMA (apesar de nunca ter entrado no ringue vestido de Power Ranger ou com a música-tema, o que é uma sacanagem) e deve aparecer em terras brasileiras em breve para dar aquele “olá” ao povo que ainda o acha o Ranger mais fodão;
  • Walter Jones (Zack – Ranger preto): depois da série, Jones teve alguns papeis na TV americana, mas nada de grande destaque. Ele volta e meia aparece em convenções voltadas ao universo dos Power Rangers;
  • Johnny Yong Bosch (Adam – Ranger preto): depois da série, Bosch se tornou um dublador, sendo que é dele a voz em inglês do Ichigo, de Bleach, é responsável pela voz e movimentos do Nero em Devil May Cry 4 e trabalhou em diversos animes e jogos de videogame;
  • Amy Jo Johnson (Kimberly – Ranger rosa): talvez a primeira fantasia de muito moleque por aí, Johnson deixou a série e trabalhou em outros projetos conhecidos, como Felicity, de JJ Abrams. Seu trabalho mais recente foi na série de TV Flashpoint;
  • David Yost (Billy -Ranger azul): Yost se envolveu em uma polêmica ao se assumir como gay e acusar produtores e outros membros da equipe técnica de Power Rangers de preconceito, sendo um dos motivos por ter deixado a série. Ele participou de alguns filmes para a TV e também produziu alguns longas;
  • Thuy Trang (Trini – Ranger amarela): com a sua saída da série, Trang trabalhou em filmes, aparecendo como uma das vilãs de O Corvo 2 – A Cidade dos Anjos. A atriz faleceu em 2001, vítima de um acidente de carro (se você não sabia disso, seu mundo caiu =/);
  • Karan Ashley (Aisha – Ranger amarela): depois de Power Rangers, a atriz participou de alguns filmes independentes e séries de TV, como Kennan e Kel. Hoje, ela é apresentadora de um programa de rádio nos Estados Unidos;
  • Steve Cardenas (Rocky – Ranger vermelho): depois que saiu de Power Rangers, Cardenas se dedicou às artes marciais, em particular, o jiu-jitsu brasileiro, abrindo academias para ensinar a arte da luta para crianças;
  • Austin St. John (Jason – Ranger vermelho): St. John não trabalhou em nenhum projeto significante após ter saído da série, ainda que tenha feito participações especiais e retornando como Ranger Dourado em Power Rangers: Zeo. Hoje, ele atua como socorrista e bombeiro nos Estados Unidos. Basicamente, cansou de ser herói na TV pra ser um na vida real. Justo.
Finalizando

Em resumo, esses são apenas alguns tostões sobre Power Ranger, uma série que junto com Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco, fez a alegria de muitas crianças na primeira metade dos anos 90. Como eu falei lá em cima, existem diversas formas de se assistir esses primeiros (e quase todos) os episódios, que ainda trazem uma bela dose de nostalgia consigo.

Fonte :http://www.judao.com.br

Use QR-Code to get this permaking using your Smartphone. QR Code for Power Rangers: as primeiras aventuras dos guerreiros da Alameda dos Anjos completam 20 anos

 
Detalhes

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– O modem é cedido gratuitamente em comodato.

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço.

– Plano com fidelidade por 12 meses caso haja cancelamento será lavrada multa conforme contrato.

– Em caso de utilização excedente a franquia de consumo, a Net Barretos não cobrará por megabyte adicional, neste caso, a velocidade será reduzida para 2 Mbps até o final do período corrente.

×
Detalhes

– Sem IP fixo

– Suporte 48 Horas

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– O modem é cedido gratuitamente em comodato.

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço.

– Plano com fidelidade por 12 meses caso haja cancelamento será lavrada multa conforme contrato.

– Em caso de utilização excedente a franquia de consumo, a Net Barretos não cobrará por megabyte adicional, neste caso, a velocidade será reduzida para 4 Mbps até o final do período corrente.

×
Detalhes

– Sem IP fixo

– Suporte 48 Horas

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– O modem é cedido gratuitamente em comodato.

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço.

– Plano com fidelidade por 12 meses caso haja cancelamento será lavrada multa conforme contrato.

×
Detalhes

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– O modem é cedido gratuitamente em comodato.

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço.

– Plano com fidelidade por 12 meses caso haja cancelamento será lavrada multa conforme contrato.

– Em caso de utilização excedente a franquia de consumo, a Net Barretos não cobrará por megabyte adicional, neste caso, a velocidade será reduzida para 10 Mbps até o final do período corrente.

×
Detalhes

– Sem IP fixo

– Suporte 48 Horas

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– O modem é cedido gratuitamente em comodato.

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço.

– Plano com fidelidade por 12 meses caso haja cancelamento será lavrada multa conforme contrato.

×
Detalhes

– Com IP fixo;

– Suporte 12 Horas;

– Planos exclusivos apenas para CNPJ;

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos;

– O modem é cedido gratuitamente em comodato;

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço;

– Plano com fidelidade por 12 meses caso haja cancelamento será lavrada multa conforme contrato.

×
Detalhes

– Com IP fixo

– Suporte 48 Horas

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– O modem é cedido gratuitamente em comodato.

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço.

– Plano com fidelidade por 12 meses caso haja cancelamento será lavrada multa conforme contrato.

– Em caso de utilização excedente a franquia de consumo, a Net Barretos não cobrará por megabyte adicional, neste caso, a velocidade será reduzida para 4 Mbps até o final do período corrente.

×
Detalhes

– Com IP fixo

– Suporte 4 Horas

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– O modem é cedido gratuitamente em comodato.

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço.

– Plano com fidelidade por 12 meses caso haja cancelamento será lavrada multa conforme contrato.

– Em caso de utilização excedente a franquia de consumo, a Net Barretos não cobrará por megabyte adicional, neste caso, a velocidade será reduzida para 5 Mbps até o final do período corrente.

×
Detalhes

– Com IP fixo

– Suporte 4 Horas

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– O modem é cedido gratuitamente em comodato.

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço.

×
Detalhes

– Sem IP fixo

– Suporte 48 Horas

– A velocidade anunciada de acesso e tráfego na internet é a nominal máxima, podendo sofrer variações decorrentes de fatores externos.

– O modem é cedido gratuitamente em comodato.

– A instalação está sujeita a disponibilidade técnica de acordo com o endereço.

×