Net Barretos - Conectando emoções!

Filho de PMs criou grupo criminoso na escola

Segundo reportagem exclusiva da Rádio Bandeirantes, nas regras do grupo, ganhava mais “energia” quem matasse membros da família

Família teria sido morta por menino de 13 anos / Reprodução/FacebookA polícia afirmou, nesta quinta-feira, que colegas do garoto de 13 anos suspeito de matar a família, em São Paulo, revelaram que o jovem fundou um grupo com inspiração criminosa na escola onde estudava. Pelas regras adotadas, ganhava mais “energia”, ou seja, pontos, quem matasse membros próximos da família.Segundo apurou com exclusividade a reportagem da Rádio Bandeirantes, a informação é o primeiro passo da polícia para esclarecer a motivação dos crimes.

Nesta quinta-feira também foi divulgado o laudo da chave encontrada no portão da casa da família de PMs morta há cerca de duas semanas na zona norte. Segundo o repórter Pedro Campos, a conclusão é de que a chave não pertence a nenhuma porta da casa.

Amigo

O depoimento de um outro amigo do menino Marcelo Pesseghini, de 13 anos trouxe novas informações para o caso. Ele teria recebido um telefonema de Marcelo, que teria lhe dito que colocaria em ação o plano de assassinar a família.

A polícia teria recebido o depoimento nas últimas horas, segundo a equipe de reportagem do “Primeiro Jornal”.

O caso

Um sargento da Rota (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar), a mulher – também policial militar -, a sogra, de 67 anos, a tia da esposa, de 55, e o filho, de 13 anos, foram encontrados mortos em duas casas de um mesmo terreno, na Vila Brasilândia, zona norte de São Paulo.

O crime, segundo investigações da polícia, teria ocorrido no domingo (4), mas só foi descoberto na segunda-feira. O filho do casal de PMs, que também morreu, teria sido o atirador. Depois do crime, ele teria ido à escola, voltado e se matado com um disparo na cabeça.

De acordo com o Comando da PM (Polícia Militar), o sargento da Rota deveria ter entrado no trabalho às 5h e a mulher dele, às 9h. A polícia foi encaminhada até a casa da Brasilândia depois que colegas do 18º Batalhão, da Freguesia do Ó, estranharam a falta da agente.

Fonte: http://noticias.band.uol.com.br/

Use QR-Code to get this permaking using your Smartphone. QR Code for Filho de PMs criou grupo criminoso na escola

Deixe o seu comentário