Net Barretos - Conectando emoções!

No Brasil, RPG ‘The Witcher 3’ teve mais de 800 personagens dublados

Tradução do jogo levou cerca de 5 meses, diz dublador Sérgio Moreno.
Atores Orlando Drummond e Maria Helena Pader também estão no elenco.

Bruno AraujoDo G1, em São Paulo

Triss, Geralt e Yennifer: três dos mais de 800 personagens que foram dublados na versão brasileira de ‘The Witcher 3’ (Foto: Divulgação/CD Projekt Red)

O mercado cresceu, os fãs amadureceram e a tradução de games para o português do Brasil tem se tornado mais e mais uma obrigação para quem traz jogos ao país. Mas enquanto alguns ainda acabam patinando, outros estreiam querendo impressionar.

O RPG “The Witcher 3: Wild Hunt”, primeiro game da série localizado para nosso idioma, teve mais de 800 personagens dublados para a sua versão brasileira, contou em entrevista ao G1 o dublador Sérgio Moreno, um dos responsáveis pelo trabalho de tradução do game e o dono da voz do protagonista Geralt de Rivia.

Moreno também interpretou recentemente outras figurinhas conhecidas do público que curte jogos, como o vilão Pagan Min (“Far Cry 4”) e o hacker Aiden Pearce (“Watch Dogs”).

“No game em si trabalhamos direto uns cinco meses. Teve tempos em que ficamos com quatro estúdios simultâneos para gravar tudo. E só com o Geralt devo ter gravado 30 dias”, diz. “Essa coisa de RPG. Na mesma cena você tem três, quatro opções”.

Sérgio Moreno, voz de Geralt ('The Witcher 3'), Pagan Min ('Far Cry 4') e Aiden Pearce ('Watch Dogs') (Foto: Divulgação)
Sérgio Moreno, voz de vários personagens de
games no Brasil (Foto: Divulgação)

Para efeito de comparação, a dublagem de um filme leva em torno de 20 dias úteis, segundo Moreno. Já a localização de um game como “Watch Dogs”, cerca de três meses entre idas e vindas do material para a aprovação das produtoras.

Mas o esforço valeu a pena. O G1 jogou “The Witcher 3” por quase 3 horas e as nossas impressões sobre o jogo saem em breve. Mas até lá, posso garantir que a dublagem do game, que, segundo a produtora CD Projekt Red, pode levar cerca de 200 horas para ser terminado, é excelente.

Além do próprio Sérgio Moreno, o elenco de “The Witcher 3” conta com vários outros atores e dubladores bem conhecidos dos brasileiros, como Orlando Drummond e Maria Helena Pader. Se você está assistindo à novela “O rei do gado”, vai se lembrar da voz dela na hora. Ela é a Júlia, uma das empregadas de Bruno Mezenga.

Essa escolha de profissionais entendidos do assunto, somada à boa tradução de comentários de contexto espalhados por “The Witcher 3”, como uma criança brincando na rua, um comerciante pedindo ajuda ou guerreiros treinando para a batalha, ajuda você cair de cabeça na aventura de Geralt, tornando a experiência muito mais viva e autêntica. Como o jogo é bem longo, atenção é algo fundamental.

Geralt de Rivia é o protagonista de 'The Witcher 3' (Foto: Divulgação)
Geralt de Rivia, bruxo e protagonista de ‘The Witcher 3’ (Foto: Divulgação)

O Geralt brasileiro
Apesar de já ter feito vários trabalhos com localização de games, inclusive o complexo tirano Pagan Min, Moreno conta que foi um desafio dar vida à versão nacional do Lobo Branco. “O Geralt foi bem trabalhoso porque a gente teve que chegar naquela voz. Ele é um bruxo, não é nada jovial”, conta.

Só com o Geralt devo ter gravado 30 dias (…) Essa coisa de RPG. Na mesma cena você tem três, quatro opções”
Sérgio Moreno, voz de Geralt de Rivia

Durante a localização de Geralt – Moreno gosta de dizer que só é dublagem quando você coloca “som em cima de alguma imagem”, e na maioria dos games não há referências – ele conta que foi até preciso tirar alguns intervalos do personagem.

“[Porque] você tem uma responsabilidade do tamanho de um Geralt, sabendo que o povo é exigente, sabendo que ele é um bruxo e que faz coisas que não são do seu dia-a-dia. Por isso, eu intercalava as gravações, dava um tempo de dois ou três dias, e depois voltava. Foram 70 mil arquivos, se não me engano, só do Geralt”, afirma.

Grandes fãs
Por ser um projeto enorme, a localização de “The Witcher 3” para o português do Brasil é um feito e tanto – mas um risco também. Porém, de acordo com Alex Boiret, francês e coordenador de localização na desenvolvedora CD Projekt Red, os grandes responsáveis pela realização disso são os próprios jogadores. Assista acima.

“Se você tem grandes fãs, nós vamos até você. Acho que essa é a ideia”, diz Boiret ao G1. “Eu não sei de todas as negociações, mas claramente existe uma demanda por ‘The Witcher’ aqui, e cá estamos”.

Fonte: Globo.com

Use QR-Code to get this permaking using your Smartphone. QR Code for No Brasil, RPG ‘The Witcher 3’ teve mais de 800 personagens dublados

Deixe o seu comentário